Depoimento – Professora Claudia Rolim – Escola Bilíngue Anne Sullivan para Surdos em São Paulo – SP

Assunto: Trabalho com a história da Missy

Tudo começou quando a professora da sala de leitura, Flavia me apresentou o livro e me empolguei por ser um livro acessível para todos os tipos de leitores, com ou sem alguma deficiência, por ter uma proposta sensorial e ter tido também a preocupação de ter a história traduzida em Libras(Língua Brasileira de Sinais).

A professora Flavia leu a história com o meu grupo nas aulas na sala de leitura, e na sala de aula eu também fazia o reconto. E o interesse das crianças pelo assunto, só aumentava a cada leitura eles descobriam alguma informação nova e com isso surgiu a idéia e proposta de programar uma entrevista com a autora do livro que, prontamente aceitou nosso convite e veio ao nosso encontro.

Foi um dia muito feliz e as crianças puderam ver desde os primeiros esboços do livro, bem como fotos e documentos sobre a Missy e também fazer todas as perguntas para a Izabella. E como era de se esperar, pediram que ela trouxesse a Missy para eles conhecerem.

Nas semanas seguintes o assunto continuou repercutindo em sala de aula e elaborei uma pesquisa sobre animais de estimação que as crianças tinham em casa, afim de aproveitar o tema também em outras áreas como a matemática, elaborando um gráfico sobre os animais de estimação mais comuns.

Ao trazerem as pesquisas, as crianças me perguntaram sobre os meus animais de estimação e disse a elas que eu tinha 3 gatos e uma coruja. Mostrei fotos e eles ficaram muito curiosos sobre a coruja e seus hábitos. Todos os dias tinha uma pergunta nova sobre a Kira e foi quando decidi usar o interesse das crianças para ensinar um pouco de educação ambiental e ciências. 

Aos poucos fomos falando de como as corujas vivem, as principais espécies existentes no Brasil, quanto tempo elas vivem soltas na natureza e em cativeiro, o que elas comem(esse assunto deu muito pano pra manga…rs), como fazer para ter um animal silvestre legalizado, como é a estrutura corporal delas, peso, altura, abertura das asas, reprodução, etc

Quando falei que as corujas se alimentam de ratos e pequenas aves ou insetos, as crianças ficaram muito impressionadas dizendo que ela era malvada porque matava os ratinhos. Então, fomos estudar cadeias alimentares, seres produtores e consumidores. Construímos um painel com a cadeia alimentar da coruja.

E para ir fazendo as crianças vivenciarem diferentes experiências. Algumas das aulas foram sobre os ratos que eu crio para alimentar a coruja. Também estudamos os ratos da raça Mercol e também os camundongos. As crianças observaram a ratinha prenha, puderam tocar nela e sentir os filhotes mexendo na barriga, depois acompanharam passo a passo através de fotos e filmagens que eu fazia, o nascimento, amamentação e crescimento dos filhotes.

Alguns alunos me pediram ratinhos pra levar pra casa, as mães compraram as gaiolinhas e eu mandei. Com isso, também estudamos um pouco sobre plantas e sementes que são a base da alimentação desses ratinhos caseiros e nos detivemos nas sementes do girassol, plantando uma muda na nossa horta da escola.

As crianças regavam e viram germinar e virar uma linda flor, até que um dia essa flor morreu e as crianças ficaram muito tristes. Fomos à horta e fizemos uma pesquisa sobre a causa da morte do nosso girassol (hipóteses prováveis foram muita água, e superprodução de minhocas).

Enfim, através da leitura da história da Missy, surgiu um lindo trabalho inter e transdisciplinar com esse grupo que foi coroado com a visita da Kira na escola e a apresentação de uma aula sobre corujas da turma do 5A para todos os colegas da escola.

E, recentemente, cumprindo a promessa que nos fez, a Izabella , trouxe a Missy para as crianças conhecerem.

A visita foi simplesmente incrível!!

As crianças ficaram fascinadas pela doçura da Missy e aqueles alunos com mais comprometimento intelectual, participaram da atividade com muita alegria e se socializaram como nunca vimos em nenhuma outra atividade na escola. Sou muito grata pela iniciativa desse livro e pela disponibilidade da Izabella em nos atender com tanto carinho.

Esse livro foi capaz de trazer para as crianças vivências que talvez nunca tivessem oportunidade de ter!!!

Parte 1

Parte 2

Muito emocionante o dia quando Missy e eu fomos na Escola Bilíngue Anne Sullivan para surdos. As crianças amaram e nós também!! #libras #braille #baixavisao #deficiencias #deficienciaintelectual #leiturainclusiva #missy #historiademissy #missyumahistoriadeamor #somosumtodo #sempreconceito #amor #umlivroparaleresentir #umlivroparatodasascriancas #sindromededown #comunidadesurda #autismo